Reserva de Emergência onde investir? Entenda agora!

Se você chegou até aqui, parabéns! Pois isso mostra que você está procurando informações sobre a reserva de emergência e onde investir.

Você sabia que a maioria dos brasileiros não possuem reserva de emergência? E para piorar, ainda existem aqueles que nem sabem o que é e para que serve essa reserva?

E também, ainda que pequena, existe uma parcela daqueles que sabem o que é, mas só conhecem a poupança como local para manter seu colchão financeiro.

Diante disso, esse artigo irá responder a seguinte pergunta: Reserva de emergência onde investir? Continue lendo e descubra.

Denho no quadro negro sobre Reserva de Emergência onde investir

O que é reserva de emergência?

A reserva de emergência é o dinheiro reservado para eventuais acontecimentos de última hora, em outras palavras, acontecimentos não planejados, como por exemplo:

  • Demissões
  • Problemas de saúde
  • Problemas com o carro
  • E por aí vai…

Você deverá separar uma quantia que seja suficiente para ajudar você nesses momentos. Afinal de contas, é melhor prevenir do que remediar.

Mas como saber qual quantia devo separar?

Normalmente, essa quantia é calculada em relação ao seu gasto por mês, e você deverá separar um montante de 6 até 12 meses. Ou seja, você vai calcular quanto você gasta por mês (somando todas as despesas), depois vai multiplicar pela quantidade de meses que você deseja guardar.

Não existe uma quantidade certa. Você deve analisar de acordo com seu padrão de vida etc. Mas, nunca monte uma reserva que corresponda a menos que 6 meses do seu custo de vida, ok?

Onde investir a Reserva de Emergência?

E agora, finalmente, onde investir a reserva de emergência?

Em primeiro lugar, você deve saber que a sua reserva deve ser de fácil acesso, isto é, quando você precisar do dinheiro, ele tem que estar em um lugar que você possa resgatar no mesmo dia, ou no dia seguinte.

Os investimentos ideais para montar o fundo de emergência são aqueles com liquidez diária, ou seja, que você poderá resgatar a qualquer momento.

Para isso, você tem 2 opções:

1 – Tesouro Selic

Os títulos do Tesouro Selic são títulos públicos emitidos pelo governo. Nesse caso, você estará emprestando dinheiro para o governo financiar projetos de educação, saúde e infraestrutura.

O Tesouro Selic é uma das aplicações mais seguras do país, já que se acontecer o pior (que nesse caso seria o país quebrar/falir), o governo pode imprimir dinheiro para te pagar.

Os fundos investidos em Tesouro Selic podem ser resgatados a qualquer momento e a liquidação se dá em D+1, ou seja, após 1 dia útil o dinheiro estará disponível na sua conta.

2 – CDB de Liquidez Diária

Os CDBs (Certificado de Depósito Bancário) de liquidez diária também são ótimos locais para investir a reserva de emergência.

Os CDBs são títulos emitidos pelos bancos, então, nesse caso você estará emprestando dinheiro ao banco.

O investimento em CDB com liquidez diária é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) que cobre o seu investimento por CPF e por instituição bancária até o valor de R$ 250 mil.

Além disso, diferente do Tesouro Selic, nos CDBs de liquidez diária você pode resgatar o valor a qualquer momento, ou seja, assim que você solicita o resgate, na mesma hora o dinheiro fica disponível na sua conta bancária.

Agora que você já sabe onde investir a reserva de emergência, vai lá e comece seus investimentos. E se ainda ficou alguma dúvida, deixe aqui embaixo nos comentários.

Uine Dias

Olá, me chamo Uine Dias Maia e sou um amante da ciência e curioso por vida! Gosto de tecnologia, amante da história, incansável buscador dos porquês. Para falar comigo, envie um e-mail para: uine@resu.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: